Persona

O TREINAMENTO COMO CENTRO DE LUCRO

Miguel Ignatios (1), presidente da ADVB, ao comentar sobre a importância do treinamento, diz o seguinte: “Investir em recursos humanos é o melhor negócio que existe: não tem risco e o retorno é alto”.

 

Realmente, os fatos estão comprovando que as empresas  bem sucedidas consideram o RH e, mais precisamente, o treinamento

um ótimo investimento.

 

De acordo com Hamblin (2):

 

Treinamento é um processo que provoca REAÇÕES, que provocam APRENDIZADO, que provoca mudanças de COMPORTAMENTO no CARGO, que provocam mudanças na ORGANIZAÇÃO, que provocam mudanças na CONSECUÇÃO DOS OBJETIVOS FINAIS.

 

Portanto, o que o treinamento “provoca”, devemos “medir utilizando as seguintes avaliações:

 

·         Avaliação da REAÇÃO

·         Avaliação da APRENDIZAGEM

·         Avaliação da mudança de COMPORTAMENTO

·         Avaliação dos RESULTADOS  Qualitativos e Quantitativos

·         Avaliação do RETORNO DO INVESTIMENTO - ROI

 

O desafio atual dos profissionais de RH é utilizar as avaliações para provar que treinamento é investimento que dá resultado; muito resultado!

 

Para as empresas que desejam transformar o treinamento e desenvolvimento de pessoas num verdadeiro centro de lucro, uma das estratégias recomendadas é a implementação da norma ISO 10015. De acordo com esta norma e com todas as normas de gestão, não basta treinar; é preciso “provar” que o treinamento deu resultado.

 

Para avaliar resultados do treinamento existem vários recursos e processos, mas certamente um dos  melhores é o ROI.

 

Num programa de treinamento desenvolvido pela Vale, o índice de retorno – Return On Investiment – ROI – foi de  1977% (3)

Fatos como este chegam a provocar uma dissonância cognitiva, ou seja, as pessoas custam a acreditar que este resultado é possível.

Mas, certamente, é possível e até fácil de conseguir, desde que o treinamento seja desenvolvido com eficiência e eficácia:

 

Eficiência: Quando o treinamento é corretamente desenvolvido de acordo com as diretrizes da norma ISO 10015.

 

Eficácia: Quando as avaliações do treinamento fornecem evidências objetivas de que os resultados almejados foram alcançados. 

 

Implementar as Diretrizes para Treinamento dadas pela Norma ISO 10015 é uma estratégia que o RH deve utilizar para que o treinamento seja um centro de lucro.  ”[...] não tem risco e o retorno é alto”.

 

 

Sebastião Guimarães

guimaraes@tgtreinamento.com.br

 

 

 

Sebastião Guimarães - Professor de curso de pós-graduação da Universidade São Judas, Professor convidado da Fea/Unicamp, e Consultor da T&G Treinamento.  Autor de diversos livros didáticos sobre Organização e Técnicas Comerciais. Vivência profissional como Orientador de Ensino do SENAC-SP, Coordenador de Treinamento Empresarial do CCESP, Gerente de Divisão de Treinamento da Mercedes Bens do Brasil,  Gerente do Programa de Gestão da Qualidade Total do SEBRAE – SP e facilitador de cursos da ADVB e da FBM.

Matrix
Cruzamento entre o Profile e o Job

 

Hound
Currículo on-line

 

Climate
Pesquisa de Clima Organizacional

 

Cel / Whats: +55 51 99807 7741